segunda-feira, dezembro 16, 2013
0


(Dilma entre Júnior do Friboi e Agnelo)

A presidenta Dilma sobe nas pesquisas e ameça ganhar no primeiro turno. Por detrás dela, o animal político chamado Luiz Inácio Lula da Silva. Foi confirmado que Lula mandou dizer ao pré-candidato a presidente Eduardo Campos (PSB), que passará alguns dias em Pernambuco, quando pretende provar ao governador mais bem avaliado do Brasil, o potencial do filho de Garanhuns na terra de Miguel Arraes. Segundo observadores da política pernambucana, Lula disse para algumas lideranças daquele Estado, que se suas visitas constantes a Pernambuco contribuírem para pressionar Campos, no sentido de repensar sua candidatura, ele não exitará. E mais, Lula repetiu a máxima: “O ruim da política é perder a eleição e com ela, perder o poder”.

No Distrito Federal, Dilma tem como principal adversária a Marina Silva, aliada de Eduardo Campos. Marina foi a mais votada no DF em 2010, com 41% dos votos do eleitorado candango. O projeto de Marina e Eduardo Campos m Brasília, tem como eixo central, o apoio a dobradinha Rollemberg e Reguffe para o Palácio do Buriti. Em Goiás o apoio de Marina e Campos, irá para Vanderlan Cardoso (PSB), pré-candidato ao Palácio das Esmeraldas.

O senador Aécio Neves do PSDB, ainda não encontrou o seu caminho no DF. Em Goiânia o seu palanque está muito bem garantido, por meio do governador Marconi Perillo, ao que tudo indica, ele irá para a reeleição.

O fator Dilma, pesa nas balanças de Goiás e Brasília de forma especial. Agnelo (PT), que tinha 8% de intenções de votos, de acordo com pesquisa do Instituto O Parlamento no mês de setembro; pulou para 9,6% no mês de novembro e, espera fechar o ano, em situação melhor. Vale lembrar, que Roriz liderou as pesquisas de setembro e novembro; com 21% e 27%, respectivamente. Por outro lado, Reguffe ficou em segundo lugar com 15,2% e 17,4%; Arruda obteve 11% e 10,08%, quando conquistou o terceiro lugar. Agnelo foi o quarto colocado nas duas situações.

Tudo indica que a partir de janeiro, Dilma Rousseff estará com certa assiduidade nas inaugurações das obras em Brasília.

Roriz, que como Lula é um animal político; acompanha com muita atenção o pequeno crescimento nas pesquisas de Agnelo Queiroz. Ele sabe que em Brasília o PT cresce no final. Com o bom desempenho de Dilma na pesquisa nacional e o enfraquecimento de Eduardo Campos, a presidenta deverá alavancar a candidatura de Agnelo no DF.

Em Goiás, segundo o que disse ao Diário da Manhã, o presidente nacional do PMDB, o senador Valdir Raupp: “O sonho do meu partido seria candidatura de Júnior do Friboi para governador, Iris Rezende para o Senado e um vice do PT”. Nesse caso, é chegada a hora de Lula entrar no jogo. O ex-metalúrgico, que tem como um de seus maiores desafetos, o governador Marconi Perillo; não ficará de fora do imbróglio goiano. O ex-presidente promete arregaçar as mangas da camisa, e dizer em alto e bom som: “Agora chegou a vez dos profissionais”. Vale lembrar, que a maioria dos prefeitos, vereadores e parlamentares do PMDB de Goiás, espera que Lula bata o martelo para consolidar Júnior do Friboi como candidato ao governo. Estará embutido aí, o projeto nacional de Dilma Rousseff, apoiado pela maior empresa de proteína animal do mundo, a JBS.

Por: Walter Brito

0 comentários:

Postar um comentário