quinta-feira, janeiro 09, 2014
0
 (Jornalista Walter Brito e Alessadra Campelo, secretária de esportes do governo do Amazonas)

Está quase tudo pronto em Manaus, para a inauguração da Arena do Amazonas que será o palco de quatro jogos da Copa 2014. O estádio é um dos mais arrojados e modernos do mundo; tem formato de uma cesta indígena e, 95% dá obra já está pronta. Vale lembrar que o antigo Estádio Vivaldão foi demolido para a construção da nova praça esportiva amazonense. O mesmo não aconteceu com o Maracanã e com Estádio Olímpico de Munique na Alemanha que são tombados pelo patrimônio público mundial. Nesse sentido, alguns técnicos da área de engenharia, acreditam que daqui há 10 anos o Maracanã por exemplo, poderá ter problemas na sua estrutura, pois, foi ampliado e pode não aguentar o projeto criado pelo novo conceito da FIFA, onde os estádios são verdadeiras arenas de múltiplo uso.
Entrevistada pela reportagem do Diário da Manhã, a secretária de esportes do Estado do Amazonas, Alessandra Campelo, disse que o Amazonas aguarda a presidenta Dilma com grande expectativa, quando a chefe da nação será recebida como sempre foi: “Com o carinho do povo”.
A obra custou cerca de R$ 605 milhões, tem capacidade para 44 mil pessoas e deixará um grande legado como o incremento do turismo na região norte. É sabido que o estádio se transformará numa praça de múltiplo uso, abrigando grandes shows e eventos internacionais. Manus tem um dos maiores parques indústrias do país, com mais de 650 indústrias, o que certamente terá esta atividade ampliada. Ressalta-se ainda, que a modernização do aeroporto de Manus possibilitará um maior contato com os grandes centros urbanos do Brasil e do mundo, fazendo com que a economia fique mais aquecida, com instalação de novas empresas de amplitude nacional e até multinacionais no Amazonas. Tudo isto, tende a melhorar a qualidade de vida do povo amazonense, barateando a cesta básica e melhorando a sua renda per capita. A mobilidade urbana que será implementada em Manaus após a Copa, faz parte do pacote do campeonato mundial. Trata-se nesse caso, de um dos grandes legados deixados pelo evento organizado sob a orientação da FIFA. Nesta seara, cresce de forma especial a rede hoteleira de Manaus e de sua região metropolitana. Será divulgado brevemente, um projeto arrojado na área da segurança pública, que garantirá tranquilidade para os milhares de turistas que assistirão aos jogos na Arena do Amazonas, o novo orgulho do povo manauara e amazonense.
Espera-se também que a onda da Arena do Amazonas, leve para cima  diversas modalidades esportivas, tais como: Voleibol, basquetebol, Judô, MMA, fisioculturismo e o futebol amador. Lembramos que o futebol amador tem como referência maior, o peladão amazonense que reúne em um só campeonato, mais de mil clubes. Outra novidade é a infraestrutura que está sendo montada no entorno da Arena que já tem um ginásio com capacidade para abrigar 10 mil torcedores.
O governador Omar Aziz, entusiasmado com o grande evento que ficará para sempre na memória do povo, vai aproveitar o gancho da inauguração da Arena e promete levar brevemente ao famoso palco do Estádio, o superstar internacional Elton John e promover  um grande evento UFC, que já tem no Brasil importantes lutadores de MMA. Comenta-se inclusive nos bastidores do desporto,  a possibilidade do ex-campeão Anderson Silva, voltar ao octógono na Arena amazonense.
O jogo de abertura oficial da Copa do Mundo será o Brasil e Croácia em São Paulo, no Itaquerão no dia 12/06/2014. Contudo, o jogo mais importante da primeira fase da Copa do Mundo, ocorrerá na Arena do Amazonas entre a Inglaterra e a Itália, no dia 14 de junho. Neste dia, o mundo inteiro estará com as atenções voltados para a Floresta Amazônica e seu estádio em forma de uma cesta  indígena. Cabe lembrar, que os ingleses inventaram o futebol, mas deixaram o Brasil superá-los na arte de fazer gols. Em vistas disso, conquistamos o Pentacampeonato mundial. Com dor de cotovelo, os ingleses criticam de forma devastadora a escolha do a Amazonas para o evento. Vale ressaltar, que muita gente boa do mundo esportivo, divulgava aos quatro ventos, que no Amazonas aconteceria eventos de menor importância na Copa, com a participação de times como: Venezuela, Suriname e Colômbia. A sorte privilegiou os amazonenses e, a Arena do Amazonas sediará  jogos importantes da primeira fase. Os ingleses alegam em campanha difamatória, que a umidade relativa do ar em Manaus, chega à 95%; enquanto que o ideal para jogos de futebol é 45%. Vale ressaltar que em Manaus esta umidade alegada pelos ingleses, ocorre no horário de 4 e 5 horas da manhã, quando se respira mais água e pouco ar. Entretanto, segundo previsões no dia do jogo entre a Inglaterra e a Itália, a temperatura deverá estar em torno de 28º e a umidade relativa do ar chegará ao máximo a 70%. A juventude amazonense foi para a internet e detonou os ingleses, tendo como um de seus auxiliares, o ex-jogar da seleção brasileira da Copa de 70, o Dadá Maravilha, que disse: “Jogador que é jogador, tem a obrigação de entrar em campo em qualquer temperatura e umidade relativa do ar, pois é um atleta. Os ingleses que inventaram o futebol precisam melhorar o nível de seus atletas”, detonou Dadá.
É nesse clima, que entrevistamos a secretária de esportes do Estado do Amazonas, a jornalista Alessandra Campelo. Ela iniciou dizendo o seguinte: “Acredito que só o fato de alguns jogos da Copa ocorrer na cidade de Manaus, já nos traz o maior legado que é o turismo. O Amazonas será o foco no mundo inteiro, principalmente no jogo entre Inglaterra e Itália, quando a mídia de todo o planeta estará de olho na Arena do Amazonas. A Copa, além de todo esse legado turístico também nos deixará a infraestrutura esportiva. Acreditamos muito no reerguimento de nosso futebol, quando poderemos relembrar os tempos áureos do Nacional e Rio Negro. Além do estádio, teremos aqui dois excelentes centros de treinamentos que funcionarão também como estádios para os jogos locais. Além disso, seremos privilegiados com uma infraestrutura no entorno da Arena, nas principais vias de acesso. Serão construídas novas calçadas, novas ruas e a melhoria do transporte coletivo, além da reforma do aeroporto. O nosso parque industrial, que é o maior do país, também será beneficiado. Um parque como mais de 650 indústrias exige um aeroporto com maior capacidade. Portanto, o desenvolvimento não vem só para o esporte, mas vem de forma plural, o que beneficiará de forma efetiva toda a população”, disse.
Quanto às ferrenhas criticas dos ingleses, a secretária rebateu de forma categórica: “Se quiserem vir com antecedência e se aclimatar em Manaus, serão muito bem recebidos. Concordo plenamente com o Dadá Maravilha quando disse que jogador de futebol tem que se preparar para jogar em qualquer lugar. Os nossos jogadores estão acostumados a jogar no calor, entretanto já enfrentaram os maiores times do mundo debaixo de temperaturas negativas e altitudes diferentes da nossa. Espero que os ingleses gostem de jogar aqui em Manus com os italianos. Todos serão bem recebidos pelo povo amazonense, independente de qualquer critica, ou frase mal colocada e repito: A Inglaterra será bem-vinda ao nosso Estado. Que venham também experimentar o calor humano do povo amazonense”, cutucou a secretária.
Ao final a simpática secretária dos esportes do Amazonas que é amiga pessoal e companheira de partido do ministro dos esportes Aldo Arantes, disse o seguinte a respeito da presença de Dilma Rousseff, na inauguração da Arena do Amazonas, cujo evento  ocorrerá entre os dias 15 e 22 de janeiro: “O povo amazonense é muito alegre e, sempre recebe a presidenta com festa, o que mostra que ela é muito querida. Vale ressaltar, que foi aqui que a nossa presidenta obteve uma das mais expressivas votações para o Palácio do Planalto. A sua aprovação continua em alta, entre os manauaras e amazonenses. Estamos aguardando a sua presença com grande expectativa. Vamos recebê-la mais uma vez, com o carinho do povo amazonense. A Arena está praticamente pronta e espera a chefe da Nação”, concluiu. 



Por: Walter Brito

0 comentários:

Postar um comentário