quarta-feira, março 26, 2014
0
Embaixador do Irã no Brasil visita a Bahia e é recebido pelo governador Jaques Wagner

Torcida iraniana e jogo da seleção contra a Bósnia leva embaixador do Irã a conversar com autoridades baianas. Uma maratona, assim pode ser definida a visita oficial de dois dias, quarta-feira (21) e quinta-feira (22), que o embaixador do Irã no Brasil, Mohammad Ali Ghanezadeh fez a Salvador, onde teve encontros com o Governador Jaques Wagner; o Secretario da Copa, Ney Campello; além de outras autoridades, jornalistas e empresários locais.

No encontro com o governador, Ghanezadeh falou sobre a instalação de um pequeno posto consular iraniano na capital baiana, para dar suporte aos torcedores iranianos, caso venham ter alguma dificuldade ou problema, como perda de documentos ou saúde, durante a permanência na cidade, para o jogo Irã e Bósnia no dia 25 de Junho. Ainda durante o encontro, o embaixador convidou o governador baiano a visitar o Irã, e Wagner disse que mesmo em final de mandato poderia aceitar o convite de uma viagem ao país persa, levando uma comitiva de empresários interessados em parcerias de negócios com o Irã, que é a décima quarta economia do planeta e o primeiro PIB do Oriente Médio.

Secretaria da Copa

Na reunião com o Secretário Ney Campello, conversou sobre a preparação do estado para o período dos jogos, nos meses de junho e julho. A finalidade principal da visita foi dialogar sobre as ações e conhecer os projetos que possibilitarão uma adequada recepção aos turistas, jornalistas, autoridades e jogadores iranianos que chegarão à Bahia em virtude do jogo do dia 25 de junho. Ainda neste encontro compareceram o Chefe de Gabinete, Jorge Wilton, o coordenador de Relações Internacionais e Esportivas, Marco Costa, e a Assessora Especial, Adriana Tapioca.
O secretário Ney Campello explica que três assuntos foram os principais pontos da reunião. "Conversamos sobre o atendimento que será prestado aos torcedores, sobretudo, em relação a orientações e recepção. Também falamos sobre segurança e um item especial que se refere à intenção do Irã em promover no estado uma Semana Cultural Iraniana, através da qual a cultura, produções cinematográficas e demais aspectos do Irã serão trazidos para os torcedores que comparecerão ao Mundial", elenca.

Arena Fonte Nova

Durante a estadia, o Embaixador ainda teve a oportunidade de conhecer a Arena Fonte Nova. O diplomata conheceu as instalações do estádio em Salvador (BA) ao fazer um tour que passou por camarotes, gramado, sala de imprensa, lounge e outros pontos. Acompanhado por um tradutor, Mohammad elogiou o estádio e disse esperar que o Irã consiga avançar para as oitavas de final. "Achei um belo estádio, percebo que é novo e possui boas estruturas e boa gestão e, por este motivo, acredito que teremos um bom jogo na Arena. Pretendemos passar da primeira fase e o jogo na Bahia será muito importante", disse.
"Não sabemos ao certo quantos iranianos virão ao Brasil e, em especial à Bahia, mas acreditamos que sejam em torno de 4 mil, muitos oriundos do próprio Irã e outros que moram em países, como os Estados Unidos, Canadá e Alemanha, além de membros da comunidade iraniana no Brasil", estima o Embaixador. A autoridade Iraniana diz estar na expectativa de que o torcedor baiano seja um reforço a mais torcendo pelo time iraniano.
O embaixador também destacou a boa relação entre iranianos e brasileiros. "Os iranianos são amantes do futebol e, para nós, o Brasil é conhecido justamente pelo futebol. Além disso, sabemos que os brasileiros conhecem o Irã por sua cultura e acredito que estes serão os dois pontos que aproximarão os povos, acreditamos que poderemos contar com uma torcida brasileira. Caso a seleção seja eliminada, certamente torceremos para que o Brasil conquiste o título", afirmou.


0 comentários:

Postar um comentário