segunda-feira, março 03, 2014
0



O ex-prefeito paulistano Gilberto Kassab (PSD), que chegou a ser cassado, reintegrado e deixou o cargo com rejeição de quase 40%, avisou a presidenta Dilma que deixará o comando de seu partido para disputar o governo de São Paulo. Em reunião no Planalto esta semana, Kassab disse que passará o bastão do partido a Guilherme Campos, o deputado fiel escudeiro, e reforçou que apoiará a reeleição de Dilma.  Quando prefeito, Kassab foi acusado de improbidade administrativa, financiamento ilegal de campanha e irregularidades em contratações.  Gilberto Kassab acha ainda que Dilma terá os palanques paulistas dos candidatos do PT, Alexandre Padilha, e do PMDB, Paulo Skaf.  A candidatura de Kassab é vista com bons olhos pelo Planalto, na esperança de forçar 2º turno contra o tucano Geraldo Alckmin.

0 comentários:

Postar um comentário