quarta-feira, março 12, 2014
0
Cristina Kirchner, Michelle Bachelet e Dilma Rousseff

O sorriso amarelo da presidenta Dilma no Chile, durante a posse da presidenta Michelle Bachelet, não convenceu ninguém a respeito de sua felicidade com o PMDB. Ao ser entrevistada pela imprensa, a presidenta brasileira disfarçou: “O PMDB só me dá alegria”.

Tudo indica que a crise PT/PMDB só está começando, pois até o senador paraibano Vital do Rego, declinou do convite feito por Dilma para ele ocupar o Ministério do Turismo. A posição do paraibano é uma clara demonstração de apoio ao líder do PMDB, Eduardo Cunha, que o Palácio do Planalto tentou isolar no PMDB. Vale lembrar que o deputado carioca foi o pivô da crise dos dois partidos que sustentam Dilma no Palácio do Planalto. Eduardo Cunha ficou fortalecido, principalmente quando o governo foi emparedado ontem, no Plenário da Câmara.


0 comentários:

Postar um comentário