sábado, março 15, 2014
0
O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP) e o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ) na sessão que que aprovou comissão externa para acompanhar apuração de denúncias contra a Petrobrás


Depois de comandar uma revolta de aliados contra Dilma Rousseff, o líder da bancada do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), foi chamado pelo Palácio do Planalto para negociar e se reunirá com pelo menos dois ministros na segunda-feira.

Na mesa do encontro estará o mais recente temor do governo, o de ver o Marco Civil da Internet ser derrotado no Plenário da Câmara.


0 comentários:

Postar um comentário