quarta-feira, março 05, 2014
0
O vereador Wadih Mutran (PP-SP), que deve deixar o cargo após oito mandatos e três bilhetes premiados na loteria (Foto: CMSP)

POR RODRIGO RODRIGUES
 
Símbolo do malufismo e ex-componente da tropa de choque do ex-prefeito Celso Pitta em outros tempos, o vereador Wadih Mutran (PP-SP) já tem data para deixar a Câmara Municipal: 11 de março.
 
É nessa data que o secretário municipal de Desenvolvimento e Trabalho, Eliseu Gabriel (PSB-SP), pretende retomar o cargo na Câmara Municipal, segundo o próprio adiantou ao Terra Magazine.
 
“Já comuniquei ao Wadih que logo depois do Carnaval voltarei à Câmara para retomar meu mandato e tentar uma vaga de deputado federal. Ele não ficou muito satisfeito, mas são as regras do jogo”, contou o secretário.
 
Wadih Mutran está no oitavo mandato consecutivo, mas na última eleição ficou apenas como primeiro suplente na coligação PP, PSB e PT, que elegeu Fernando Haddad prefeito em 2012.
 
Com a retomada do cargo pelo vereador Eliseu Gabriel, Mutran deve dar adeus ao cargo pelo menos até janeiro de 2015, quando os parlamentares que tentarão vaga de deputado federal ou estadual assumem os mandatos.
 
Além da defesa incondicional do malufismo e dos vereadores envolvidos no escândalo que ficou conhecido no passado como “máfia dos fiscais”, Mutran ganhou notoriedade por justificar o enriquecimento pessoal com o prêmio da loteria, que, segundo o mesmo, foi vencido três vezes.
 
Num levantamento feito com base nos dados da Justiça Eleitoral, o jornal Folha de São Paulo descobriu que entre 2008 e 2012 o nobre parlamentar dobrou a riqueza pessoal, passando de R$ 1,9 milhão para R$ 3,8 milhões em quatro anos.
 
Segundo Mutran, os valores correspondem a uma trinca da loteria federal que lhe rendeu R$ 600 mil, cada prêmio equivalente a R$ 200 mil.
 
Por conta desta incrível sorte, Mutran virou personagem dos programas de humor, especialmente o CQC, da TV Bandeirantes, onde declarou em plenário que daria um tiro no repórter Ronald Rios caso fosse abordado novamente para falar sobre o assunto. (Veja vídeo abaixo)
 
Procurado pela reportagem de Terra Magazine, o chefe de gabinete de Wadih Mutran disse que o vereador ainda não foi comunicado da volta de Eliseu Gabriel. Ele afirma que o vereador tinha planos de deixar a casa apenas no final de março.
 
Mesmo com 78 anos, o vereador reluta em deixar a casa. 

0 comentários:

Postar um comentário