quinta-feira, abril 10, 2014
0
Eurípedes Júnior e José Melo. Eurípedes afirmou: vamos reescrever a história do Amazonas com letras garrafais


Por: Walter Brito

A caminhada do governador José Melo (PROS) rumo à reeleição para governador do Amazonas começa devagar, mas pode surpreender. Trata-se de uma disputa muito parecida com o embate travado pelo governador de Goiás Marconi Perillo em sua primeira eleição para o Palácio das Esmeraldas em 1998, quando enfrentou o velho cacique da política goiana, Iris Rezende Machado do PMDB. Vale acrescentar que naquela época, Iris Rezende tinha 80% de intenção de votos, de acordo com o Instituto O Parlamento/Cristal Pesquisas, contra apenas 2% de Marconi Perillo. Perillo foi para o segundo turno, e venceu o pleito. Hoje Marconni Perillo se encontra no terceiro mandato como governador de todos os goianos.

No Amazonas, o professor Melo leva vantagem sobre Perillo em relação ao pleito de 98, pois o pré-candidato do PROS oscila entre 7% e 12% de intenção de votos, enquanto que o líder do governo Dilma, o senador Eduardo Braga (PMDB), pontua entre 56% a 64% de intenção de votos, segundo diversos institutos de pesquisas regionais e nacionais.

Quanto às possíveis pré-candidaturas de Hissa Abrão do PPS; Rebecca Garcia do PP; Chico Preto do PMN; Henrique Oliveira do SDD e Marcelo Serafim do PSB; são importantes para a garantia do segundo turno. Por outro lado, José Melo herdou o governo mais bem avaliado do País, comandado por Omar Aziz (PSD), que será candidato ao Senado, apoiando de forma efetiva a candidatura de Melo. Fala-se ainda da possibilidade da ex primeira-dama do Amazonas Nejmi Aziz (PSD), compor a chapa majoritária como vice de Melo. Nesse caso, o projeto de José Melo será fortalecido com o apoio do prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) e do ex-prefeito da capital amazonense, Amazonino Mendes (PDT).

Com tais ingredientes na sucessão amazonense, perguntamos ao presidente do PROS, Eurípedes Júnior, sobre o seu engajamento na campanha de José Melo, e as reais possibilidades de reeleição do seu correligionário, quando ele afirmou: “Não tenho dúvidas que o PROS fará o governo do Amazonas no dia 5 de outubro de 2014. Lá, contamos em nossos quadros, com o deputado estadual Sidney Leite, 10 prefeitos e 70 vereadores. É só o começo para que possamos estruturar de forma efetiva o nosso partido naquele importante estado brasileiro. Melo tem uma história importante como homem público, inclusive na educação de qualidade para o povo amazonense. Eu estarei no seu palanque, e comigo, teremos homens e mulheres de bem que pensam o Amazonas com letras garrafais. Com a ajuda de Deus e do povo amazonense, reelegeremos José Melo governador, o que será um grande orgulho para um partido novo como o PROS. A nossa primeira eleição começará com o pé direito: José Melo governador!”.

0 comentários:

Postar um comentário