sexta-feira, junho 27, 2014
0

Rebecca energiza campanha de Eduardo Braga

Por: Walter Brito


Rebecca Garcia

Enquanto o PMDB trai o PT Brasil afora, no Amazonas os dois partidos estão mais unidos do que nunca. O líder da presidenta Dilma, Eduardo Braga, apresentou ontem (26), Rebecca Garcia (PP) para vice e Praciano do PT como candidato ao Senado. Entretanto, o PMDB está traindo o PT em diversos estados. Lá no Rio de Janeiro, o governador Pezão levou o partido para os braços de Aécio. Junto com ele, o traidor mor, Sérgio Cabral. No Ceará, o ex-ministro Ciro Gomes (PROS), aliado da presidenta Dilma, com sua língua afiada disse: “O Eunício Oliveira (PMDB) é uma biruta de aeroporto, pois a cada momento está buscando uma direção”, disse. Eunício, candidato a governador no Ceará pelo PMDB, já está apoiando Aécio Neves para presidente da República. Em Goiás, parte das duas bandas do PMDB: a podre e a boa; apoiam Aécio.

Talvez por isso, o líder do governo Dilma no Senado e também líder nas pesquisas para governo do Amazonas, o senador Eduardo Braga, tenha tratado tão mal um jornalista ontem na coletiva para a imprensa no Parque 10 em Manaus.

Os estrategistas da campanha do candidato da presidenta Dilma no Amazonas, encheram o apertado do auditório do PMDB de cabos eleitorais, deixando os jornalistas exprimidos e depois, um deles mal tratado por Dudu, que lá em Brasília é um gentleman.

Grosserias a parte, conseguimos entrevistar a deputada federal Rebecca Garcia que ao contrário do chefe, mostrou-se tranquila, de bem com a vida e cheia de energia para ajudar o estado do Amazonas. “Sinto-me honrada em fazer parte desta chapa, pois na verdade é o palanque que sempre estive. Estou tendo a oportunidade de juntar as minhas ideias com as do Eduardo, do Praciano e demais candidatos de nosso grupo, que unidos já trabalhamos pelo estado do Amazonas. Agora chegou o momento da renovação exigido pelo povo. É o momento em que me alio à experiência de quem foi duas vezes governador, de quem é senador da República, de quem já foi prefeito, deputado e vereador. Eu tenho a certeza que trata-se de uma chapa vinda para o bem do estado do Amazonas.

Dificuldades da Dilma

A deputada federal Rebecca Garcia, conhecedora das dificuldades da presidenta Dilma nos últimos dias, no que se refere às alianças, especialmente a aliança com o PMDB que rachou para apoiar Aécio, além do PTB que sempre foi fiel ao Palácio do Planalto e agora se joga nos braços do PSDB. A esse respeito, Rebecca opinou: “É normal que cada estado tente regionalizar ao máximo sua situação. Muitas vezes torna-se conveniente para alguns estados não disputar a eleição no mesmo palanque da presidenta da República. Mesmo tendo sido beneficiado pelo Palácio do Planalto. Estamos numa democracia e ninguém é obrigado a fazer o que não quer. Não tenho como analisar cada caso, pois depende do motivo específico de cada um, mas política é assim mesmo: Existem os encontros e desencontros”, sentenciou.

Rebecca defende o social

Questionada pela reportagem sobre o trabalho que ela pretende desempenhar no governo, a deputada disse: “Eu pretendo contribuir de forma efetiva com a questão social em meu estado. Vamos analisar com bastante cuidado a questão da mulher, do idoso, da criança e do adolescente. Pretendemos criar um programa especial para atender à juventude, pois, nós temos um problema seríssimo no estado que é a droga. Não se trata de discurso meu, do PMDB ou do Eduardo; são as estatísticas que comprovam o descaminho de parte de nossa juventude, infelizmente! É portanto, um problema para o qual não podemos cruzar os braços! Estamos preparados para enfrentar com muita força e estratégias, um dos maiores problemas sociais que existem em nosso país. Vamos combatê-lo, com muita prioridade no Amazonas”.

Apoio do Governo Federal

A prorrogação dos benefícios da Zona Franca de Manaus, por mais 50 anos é muito comemorada pelos governistas. Os jornalistas se revezaram, perguntando para o Eduardo, se existiam outros projetos alternativos para o crescimento do Amazonas. Ele respondeu en passant, entretanto,Rebecca foi mais paciente e respondeu: “De fato, só a prorrogação da Zona Franca já consegue substituir qualquer outro discurso, mas, além disso existem diversos convênios com o Governo Federal que beneficiam sobremaneira o povo amazonense. Concordo com Eduardo Braga, quando ele diz, que os programas do Governo Federal, implementados aqui , não dão a devida divulgação. Hoje, por exemplo, estão chegando portos no interior do Amazonas, contudo, não está claro para o povo, que foi o Governo Federal que colocou esses portos aqui. O atual governo do Amazonas se envaidece ao colocar que foi a administração que mais construiu casas no Estado. Essas casas, as quais o atual governo se refere, trata-se do projeto "Minha Casa Minha Vida" do Governo Federal. E mais, o Programa Rede Cegonha, que trata da mortalidade materna é uma realidade em nosso estado e foi implantado pelo Governo Federal. Existem uma série de programas e ações que estão sendo implementados no estado e são frutos do Governo Federal, mas, não está sendo dado o devido reconhecimento para presidenta Dilma”, concluiu.

Como se vê, apesar da chuva torrencial que alagou Manaus na hora da entrevista coletiva, além da truculência, do presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, que levou o partido da Rebecca para os braços do Planalto na marra, a militante amazonense do Partido Popular e companheira de Eduardo Braga, que se mostra intransigente com os jornalistas, está de bem com a vida. Rebecca leva muita energia para o seu companheiro de chapa que se mostra cansado e, impaciente com as coisas comuns de uma campanha política.

0 comentários:

Postar um comentário