quinta-feira, outubro 09, 2014
0


A contadora que atuou para o doleiro Alberto Youssef e que colaborou com as investigações da Polícia Federal (PF), Meire Poza, afirmou que o PT repassou dinheiro para Enivaldo Quadrado pagar a multa imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na condenação do esquema do mensalão. Quadrado, dono da corretora Bônus-Banval, foi condenado por lavagem de dinheiro no julgamento do mensalão, com aplicação de pena alternativa e de multa de R$ 28,6 mil (valor da época, que foi atualizado)...
Meire disse ter ido à casa do jornalista Breno Altman para receber R$ 15 mil mensais, por três meses, dinheiro repassado a Quadrado para o pagamento da multa, conforme a contadora. O total, portanto, teria sido de R$ 45 mil.
— O PT pagava os R$ 15 mil para a multa do mensalão (aplicada a Quadrado). Não tenho conhecimento de que isso estava relacionado a chantagem — afirmou Meire, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista da Petrobras nesta quarta-feira.
Reportagem da revista “Veja” afirmou que Quadrado ameaçou revelar detalhes sobre um suposto envolvimento de petistas com desvio de R$ 6 milhões dos cofres da Petrobras. Diante disso, segundo a revista, o PT passou a ser chantageado por Quadrado, que começou a receber pagamentos regulares de pessoas ligadas ao partido.
Fonte: Blog do Sombra

0 comentários:

Postar um comentário