domingo, agosto 19, 2018
0

Wasny de Roure vai dar trabalho na disputa para o Senado


Por: Walter Brito

Política é coisa de profissional, e o deputado distrital pelo PT, Wasny Nakle de Roure, que está no jogo político desde a primeira legislatura do parlamento distrital, sabe tudo e mais um pouco do assunto. Nascido na capital de todos os goianos e cidade mais sertaneja do Brasil, o goiano de Goiânia tem mestrado em Economia na Universidade de Oxford na Inglaterra. Sua experiência de seis mandatos como deputado distrital, quando inclusive foi presidente daquela Casa de Leis, aliados ao mandato como deputado federal e outra suplência, o fazem decano e condutor com maior responsabilidade de um bom desempenho do PT na eleição que se aproxima, o que não será tarefa fácil, mas possível para quem é do ramo e pessoa de fé, como é o petista.
O Partido dos Trabalhadores em Brasília sempre foi diferente desde os seus primórdios. Uma de suas características é o seu crescimento no final de uma eleição. Foi assim com o médico Carlos Saraiva (PT), que ficou em segundo lugar para governador na nossa primeira eleição, com 24% dos votos do povo brasiliense. Da mesma forma o professor da UnB, Lauro Campos. Ele surpreendeu a todos os especialistas em eleições, ao se eleger senador pelo PT em 1994.  Como o seu companheiro Saraiva, Lauro Campos cresceu no final! Neste sentido, o ex-deputado Geraldo Magela (PT) no ano de 2002, obteve 626.428 votos para governador do DF, correspondentes a 49,38%, enquanto que Joaquim Roriz (PMDB) recebeu 642 256, correspondentes a 50,62%, ou seja; uma diferença de apenas 1,24%.  Magela quase ganha do Roriz no final da disputa. A vitória de Agnelo Queiroz (PT), contra Dona Weslian (PSC) em 2010, já estava escrita desde o primeiro turno e foi mamão com açúcar!
Entre os líderes do PT candango com maior experiência depois de Wasny, destacamos nesta reportagem a militante aguerrida Arlete Sampaio, que foi vice-governadora do DF; Geraldo Magela, ex-deputado federal, e Chico Vigilante, líder das pesquisas para deputado distrital; além de Erika Kokay que tem eleição praticamente garantida para deputada federal.
O velho guerreiro das causas sociais, defensor da ética e da moralidade, o economista Wasny de Roure, certamente é um dos quadros mais preparados para assumir o Senado Federal no mês de outubro. No que diz respeito às possibilidades da eleição do petista, obviamente que com o apoio dos companheiros citados acima fica mais fácil de ele entrar no páreo na disputa concorrida para o Senado. Wasny poderá surpreender muita gente, pois a fidelidade do voto petista na capital brasileira é muito forte.
Pesquisas qualitativas indicam que o amor da militância petista ao partido criado por Luiz Inácio Lula da Silva continua inabalável! Com as dificuldades enfrentadas pelo PT, sendo uma das mais fortes a prisão de seu líder maior, ainda assim o PT é a legenda mais querida pelas mulheres nos quatro cantos de Brasília. É o que afirma uma pesquisa feita recentemente pela empresa especializada em pesquisas sobre a mulher no país, a Scorpion Pesquisa da Mulher Brasileira.
Fernando Haddad e Manu prometem virar o jogo
A liderança de Chico Vigilante para a reeleição na Câmara Legislativa do DF é outro dado importante e fundamental nesta análise, bem como a boa performance da deputada federal Erika Kokay, que preside o PT no DF e pleiteia a reeleição. Se a eleição fosse hoje, de acordo com o Instituto Phoenix, registro no TRE- DF, 02743/2018, a petista presidente regional seria uma das mais votadas. 
Neste sentido, o projeto de Wany de Roure rumo ao Senado poderá obter sucesso pelo que já foi citado, bem como pelo apoio da militância petista que é implacável. Vale lembrar que como os problemas pelos quais passa o PT, alguns militantes costumam dizer por aí que, PT nunca mais! Entretanto, pesquisas qualitativas indicam, que quando estes mesmos militantes ouvem a musiquinha Lula lá, a recaída pelo PT é de 70%. Petista uma vez, quase sempre petista, dizem! 
Correio Braziliense, jornal de maior credibilidade em Brasília, publicou que Cristovam lidera na pergunta estimulada, uma pesquisa para o Senado, quando foi detectado que existe um empate técnico em segundo lugar entre Leila do Vôlei (PSB), Izalci Lucas (PSDB) e Chico Leite (PSB).  O terceiro colocado é o deputado Wasny, com 7,4%, diz a pesquisa. Com a tradição do Partido dos Trabalhadores ao crescer no final, certamente Wasny começa a incomodar a gregos e troianos!
Haddad recebe os conselhos de Lula para enfrentar a campanha
O efeito Lula, qualquer que seja o desfecho, preso ou fora da prisão, tecnicamente beneficia a candidatura de Wasny, pois se Lula não for candidato, o que é mais provável, o petista-mor será substituído por Fernando Haddad e Manoela D’Ávila. Ao que tudo indica, a dupla será a maior concorrente da dupla de militares que lideram as pesquisas para presidente do Brasil, formada por Jair Bolsonaro (PSL) e o general Hamilton Mourão (PRTB). Cientistas políticos são categóricos em afirmar que quanto mais tempo Lula permanecer como candidato, melhor para Haddad se cacifar, no que teremos um efeito cascata beneficiando o PT, principalmente àqueles que disputam cargos majoritários. Nesta seara, o desconhecido Júlio Miragaya, candidato do PT ao Palácio do Buriti, poderá levantar voo e pegar carona na asa de Wasny de Roure

0 comentários:

Postar um comentário