terça-feira, setembro 04, 2018
0

A candidata Bena entre os pais, Dona Nair e o ex-vice-governador, Benedito Domingos


Por: Walter Brito

Desde o ano passado, os institutos de pesquisas do DF Cristal Pesquisas, O Parlamento e o Instituto Phoenix, são unânimes em afirmar que a mulher será protagonista da eleição que se aproxima. Neste sentido, a  reportagem do Diário da Manhã entrevistou com exclusividade a herdeira política do ex-vice-governador de Brasília Benedito Domingos, sua filha Bena Domingos (PTC), candidata a deputada distrital. Ela acredita na força feminina nestas eleições e disse que Eliana Pedrosa  (Pros), sua candidata ao Buriti, será a primeira governadora eleita pelo povo na história política da capital brasileira.  
A candidata do PTC é evangélica e construiu sua história trabalhando nas causas sociais. Bena tem 56 anos,  é mãe de quatro filhos e avó de sete netos. Na entrevista ela falou sobre a importância de seu pai em apoiar seu projeto rumo ao parlamento distrital, sua relação com a população menos favorecida do DF, e detalhou o discurso de campanha para conquistar o eleitor que anda muito arredio com a classe política e quer renovação. Ela argumenta que faz parte do grupo que nunca exerceu cargo eletivo, portanto se coloca como opção para renovar a Câmara Legislativa do Distrito  Federal. Veja a íntegra da entrevista.


Bena com o esposo Cláudio, filhos, netos, noras e genro

Indagamos à candidata sobre a sua relação com as causas sociais no DF. De forma desconstruída e demonstrando gostar do tema, Bena argumentou: “A menina de meus olhos sempre foi a área social e desde a minha juventude  eu trabalhei com crianças carentes".
Continua Bena:  Vale ainda ressaltar que o ponto alto de minha luta na área social se deu principalmente na Igreja Gileade, onde eu congreguei durante um bom período, oportunidade em que trabalhava orientando os meninos de rua da Vila Matias em Taguatinga-DF. Uma dessas crianças eu adotei quando ela tinha apenas sete anos e é hoje o Cácio, meu filho caçula com 24 anos. Casado e já pai de meu neto Moisés, o Cácio é um homem de bem, e segue sua vida como um excelente pai de família. Sou mãe de  três filhos naturais, criados junto com o Cácio: Alessandro, Leandro, Pauliene e a enteada Bruna. Todos me dão muito orgulho!

Bena Domingos com os pais e irmãos

Referente ao abandono dos idosos pelo poder público, a nossa entrevistada foi taxativa e respondeu com um exemplo que ela vivenciou: “Perdi minha sogra em 2011, quando o poder público mostrou com todas as letras que o idoso não é prioridade. Aos 87 anos, a minha saudosa sogra, na ocasião foi diagnosticada com necessidade de amputação e precisava de atendimento numa UTI em um hospital público. Infelizmente ela não foi atendida, pois a prioridade era para pessoa mais jovem. Ela faleceu pela ineficiência da saúde pública na capital brasileira. Fiquei muito indignada e não posso concordar com isso. As pessoas que trabalharam para desenvolver o país a vida inteira e na velhice  são descartadas e sua vida colocada em segundo plano. Caso eu me eleja, vou lutar e propor projeto ao governo para a construção de um hospital geriátrico de alto padrão para atender os idosos menos favorecidos”, arrematou Bena Domingos.

A família de Benedito Domingos e Dona Nair tem história em Brasília, o que certamente ajudará a Bena obter uma boa votação no dia 7 de outubro

Perguntamos para a herdeira política de Benedito Domingos como ela avalia as pesquisas que indicam que, nesta eleição, a maioria das mulheres pretende votar na própria mulher. Ela explicou de forma tranquila o que pensa sobre o assunto: “Somos 54% de mulheres no Distrito federal, além disso somos 67% dos funcionários do GDF, enquanto que na Câmara Distrital somos minoria e na Câmara Federal só temos uma deputada entre os oito parlamentares. Nunca elegemos em Brasília nenhuma senadora e nenhuma governadora. As redes sociais ajudaram a conscientizar a mulher de todos os rincões de Brasília e podem anotar aí: Vamos eleger uma bancada feminina nunca vista no DF; preencheremos parte significativa das oito vagas para a Câmara Federal, como também teremos um senadora mulher. E mais, Eliana Pedrosa será a primeira mulher eleita pelo voto popular para o Palácio do Buriti”, disse.
Pedimos à candidata para falar sobre o seu pai, Benedito Domingos. Ela não pestanejou e foi direto ao assunto: “Meu pai é meu ídolo e minha referência na vida e na política. Agora neste período da eleição, ele é sem dúvidas o meu grande cabo eleitoral. Homem de bem, com quase meio século de vida pública, quando foi administrador de Taguatinga, deputado federal por duas vezes, deputado distrital também por dois mandatos, vice-governador, presidente do PP no DF e dirigente nacional da legenda por muitos anos. Na iniciativa privada foi um vencedor desde sua juventude plena. É com esse currículo que meu pai tem reunido sua grande legião de amigos e amigas que ele fez na vida, quando pede votos para  ajudar  a me eleger deputada distrital e dar continuidade à sua luta em prol de Brasília e de seu povo. Eu aproveito para fazer uma referência a dona Nair Domingos, minha querida mãe e também minha heroína. Com muita sabedoria e fé, ela sempre aguentou firme os percalços da vida ao lado de meu pai. Estou feliz por estar nesta campanha e, por meio da reportagem do Diário da Manhã, eu peço com muito humildade os votos dos que conhecem o trabalho  da nossa família por Brasília, o meu trabalho na área social e o meu compromisso com os menos favorecidos. Podem ter a certeza de que caso eu tenha a oportunidade de ser eleita, o meu gabinete será a porta da esperança do povão, como sempre foi a casa de meu pai Benedito Domingos. Vote para Bena Domingos, número 36136 - Deputada Distrital,  e Eliana Pedrosa, número 90 – Governadora”. Concluiu Bena Domingos. 

Bena Domingos apoia e acredita na vitória de Eliana Pedrosa para o Buriti

0 comentários:

Postar um comentário