quarta-feira, novembro 27, 2019
0
O representante da cultura, Jorge Coutinho, poderá enfrentar Crivella no segundo turno


Por: Walter Brito

O Rio de Janeiro, conhecido no planeta Terra como Capital Maravilhosa, tem determinadas características que desafiam a imaginação humana, começando por suas belezas naturais e a alegria do carioca, que é inimitável, embora viva sob a mira das balas de 38 e fuzil por todos os lados. Ainda assim, a cidade é vanguardista em todos os sentidos e seus habitantes se orgulham de ter São Sebastião como padroeiro.
Berço da cultura nacional, onde o samba é palavra de ordem e, junto com carnaval e o futebol, formam um trio que fazem daquele pedaço do Brasil uma das cidades mais agradáveis do mundo.
Ao que tudo indica, o carioca da gema Jorge Coutinho, 86 anos bem vividos, poderá disputar o segundo turno das eleições no Rio em 2020. De acordo com a última pesquisa qualitativa feita  pelo Instituto PHOENIX/CRISTAL PESQUISAS em pontos estratégicos da Cidade Maravilhosa, nos dias 12, 13 e 14 de novembro, o povo carioca está cansado de votar em político profissional e o perfil de Jorge Coutinho é o que se encaixa para desbancar o prefeito Marcelo Crivella (PRB), que tem a máquina administrativa nas mãos e tende a crescer no decorrer da campanha.
Segundo a pesquisa do referido instituto, a trajetória impecável e a vida limpa de um homem que chega aos 86 de idade e 61 anos de carreira profissional ininterrupta, será o carro-chefe que alavancará a candidatura do colega de muitas lutas dos atores Milton Gonçalves e a saudosa Ruth de Sousa, entre tantos outros.
Outro dado encontrado na pesquisa qualitativa do instituto, trata da relação forte que o ator tem com o mundo cultural, demonstrado inclusive nas quatro disputas vencidas por ele no Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro - SATED, principalmente a última, em que derrotou nomes de peso no mundo da dramaturgia do Rio, quando obteve 65% dos votos contra 35% de seus poderosos e respeitados adversários.

Os cantores Tunico da Vila e Xandy de Pilares apoiam a pré-candidatura de Coutinho para prefeito do Rio



Além disso, o mundo do samba já abraça a pré-candidatura do ator com muita força, o que certamente ficará visível a partir do momento em que os ensaios das escolas de samba tiverem mais acelerados, o que sempre ocorre tradicionalmente no mês de dezembro.
Outra questão que foi discutida na pesquisa qualitativa do Instituto Phoenix/Cristal Pesquisas, refere-se aos 86 anos de Jorge Coutinho. De acordo com a empresa de pesquisas, o quesito não é impedimento para os cariocas votarem no ativista cultural, especialmente pelo fato de ele estar em plena forma física, psicológica e muito ativo no comando do SATED, que tem como secretário-geral o ator Milton Gonçalves, também com 86 anos e em plena atividade.
Além disso, diversas lideranças políticas do Rio militaram e militam na política até a idade aproximada do prefeiturável Jorge Coutinho. É o caso por exemplo, do saudoso senador Nelson Carneiro (PP), que teve mandato eletivo até os 84 anos; Leonel Brizola (PDT) que faleceu aos 82 anos sonhando com novo mandato; Francisco Dorneles (PP) que deixou a Prefeitura do Rio no ano passado.  Hoje, ele tem 82 e se encontra em plena atividade política.
Lembre-se, ainda, que o atual senador Arolde de Oliveira (PSD) se encontra em atividade plena no Congresso e é também, como Coutinho, pré-candidato a prefeito do Rio. Nessa lista, contabiliza-se também o arquiteto Oscar Niemayer, que nunca teve mandato, mas era um ativista político de esquerda, filiado ao Partido Comunista Brasileiro (PCB). O gênio Niemayer trabalhou em sua profissão até os 102 anos. Esses dados são de argumentos colhidos na referida pesquisa. Jorge Coutinho nos concedeu entrevista exclusiva, publicada nesta matéria.

ACERTOS RECENTES DO PHOENIX/CRISTAL PESQUISAS



É importante ressaltar que o instituto Phoenix/Cristal Pesquisas acertou os números dos principais candidatos eleitos em Brasília em 2018, inclusive com o requinte de perceber-lhes a ascensão desde meados de 2017. Um exemplo clássico foi o governador Ibaneis Rocha (MDB), quando ele nem sequer tinha filiação partidária e seu título eleitoral se encontrava no Piauí.
Outro caso importante, que todos que acompanharam a eleição de Brasília conhecem, foi o descobrimento pelo referido instituto do potencial da senadora Leila do Vôlei (PSB), quando foi publicada a matéria na revista O Parlamento e no jornal Diário da Manhã (capa): “LEILA DO VÔLEI SERÁ O REGUFFE DE SAIAS NAS ELEIÇÕES DE BRASÍLIA”.
Neste sentido, sabemos que, hoje, muitos batem no peito e se dizem mentores do sucesso obtido pela Campeã Olímpica que orgulhou o Brasil no exterior. Mas ela mesma, com seu grande caráter, ainda hoje é agradecida ao seu verdadeiro mentor, a quem ela chama carinhosamente de Mãe Dináh de seu projeto político.
A vitória do senador Izalci Lucas, no DF, (PSDB) teve seu dia D quando o referido instituto descobriu que o melhor candidato ao Senado, para o ex-governador José Roberto Arruda apoiar, seria Izalci Lucas. Com o resultado da pesquisa nas mãos do tucano, ocorreu o casamento entre os dois líderes que andavam distantes.
Outro bom caráter, que reconhece o trabalho do Instituto Phoenix/Cristal Pesquisas, é o Brigadeiro Átila Maia (PTB), dono do voto mais barato do Brasil nas eleições de 2018 e pré-candidato ao Palácio do Planalto em 2022. Embora não tenha alcançado a vitória, o Brigadeiro Átila, obteve 136 mil votos para o Senado em 2018, quando gastou apenas 3 mil reais.
Só o Instituto Phoenix/Cristal Pesquisas percebeu que Maia teria mais votos que Eliana Pedrosa (PROS), líder por um bom período da corrida para o governo do DF, que obteve, ao final, 105 mil votos!
Outro acerto da empresa em Brasília foi quando, com antecedência de um ano e meio da eleição, autorizou publicação de uma matéria em que a mulher seria a protagonista das eleições no DF e que conquistaria uma vaga para o Senado e cinco vagas na Câmara Federal, o que de fato aconteceu.
Vale relembrar, ainda, as disputadas eleições para Comodoro do Iate Clube no DF em 2017, considerado o melhor clube do país, quando o instituto publicou, com antecedência, que o advogado aposentado da União, Rudi Finger, se elegeria com 15 votos à frente do seu principal concorrente.
Rudi venceu com 13 votos a mais que o concorrente indicado pelo cientista do referido instituto. Como se vê, o mundo evoluiu e com ele a tecnologia e o profissionalismo, bem como a inteligência no processo eleitoral, que certamente dita as regras do xadrez político em qualquer lugar do mundo.

ENTREVISTA COM O ATOR JORGE COUTINO, PRÉ – CANDIDATO A PREFEITO DO RIO DE JANEIRO.

Jorge Coutinho, entre os filhos Tauan e Tiago
Questionado pela reportagem sobre sua entrevista ao Programa do Garcia, na Rádio Tupi do Rio de Janeiro, quando o radialista perguntou qual a razão de ele ter se desfiliado recentemente do MDB, Jorge argumentou: “Eu e Milton Gonçalves fomos fundadores do MDB, junto com o saudoso Ulysses Guimarães. Contudo, o partido se perdeu, e parte de nossos membros está comprometida com a corrupção, enquanto outros estão na cadeia. Não somos obrigados a compactuar com tantos erros que desmerecem a história de quem tem história! Certamente, o nosso saudoso Ulysses não estaria satisfeito com os rumos que a legenda criada por ele tomou e se encontra em situação tão triste e decadente”, disse.
Jorge conta com o apoio de Milton Gonçalves, em sua pré-candidatura para prefeito do Rio




Sobre sua pré-candidatura, Jorge afirmou: “Eu não tenho idade para ser mais vaidoso e só faço o que vejo que tenho possibilidades de fazer bem feito. Fico feliz ao saber, por meio de pesquisas qualitativas, que o meu perfil é bem avaliado pela população do Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, estou muito alegre em poder passar para os mais novos uma mensagem de quem tem experiência.
Trata-se de um projeto de resgate do Rio de Janeiro, quando o nosso povo, que sonha tanto, possa na realidade ter saude pública, segurança e educação de qualidade. E mais, que a nossa cultura tenha o apoio merecido para não desaparecer, pois a cultura é uma referência fundamental de um povo. O Rio de Janeiro é o berço da cultura em nosso país, e a cultura está sendo maltratada pelos nossos governantes, o que é um absurdo!”, criticou o ator.
Perguntamos a Jorge a qual partido ele deverá se filiar para pleitear o Palácio da Cidade no Rio. Ele deu uma risada, tomou um gole de água, afinou a garganta e explicou: “Eu não sabia que tinha tanta credibilidade referente a uma disputa tão importante e de tanta responsabilidade, como é o meu pleito, ou seja, disputar o comando da prefeitura do Rio em 2020.
Diversos partidos estão me procurando para que eu saia candidato a prefeito. Estou conversando com conhecedores do assunto para definir o melhor caminho. Outro dia eu conversava com um amigo, acionista da Gol (linhas aéreas inteligentes), quando ele disse: “Conheço as mais importantes cidades do mundo e nenhuma é tão bela e agradável como é o Rio.
Uma cidade como a nossa tem que ser administrada por um carioca da gema, que tenha projetos para o nosso desenvolvimento pleno. Me sinto preparado e, após a convenção do partido que eu escolher, vou percorrer todas as regiões do Rio para ouvir o povo e complementar o projeto que vai mudar para melhor a Capital Maravilhosa”, respondeu de forma professoral Jorge Coutinho.
Pedimos ao ator Jorge Coutinho para falar um pouco sobre os seus dois filhos. Ele não tergiversou e foi direto ao assuntou. “Entendo que a família continua, de fato, sendo a principal referência da humanidade. Eu sou um homem feliz por saber que os meus dois filhos, que foram criados à moda antiga, só me dão alegria. O Tauan Galvão Coutinho é engenheiro eletrônico e fala três idiomas. O Tiago Leal Sousa Coutinho, também fala três idiomas e é doutor em Administração de Empresas pela Universidade de Manchester na Inglaterra. Portanto, eu posso dizer que Deus tem sido muito generoso comigo, e aproveito a oportunidade para dizer aos cariocas de todos os rincões que no tempo certo estarei nas ruas para juntos trabalharmos pelo engrandecimento da cidade abençoada por Deus”, concluiu Jorge Coutinho.
Como observamos, a cidade do Rio de Janeiro, faltando onze meses para a eleição municipal, tem cerca de 30 pré-candidatos, e a maioria já tem partido. Entretanto, os que ainda não se filiaram têm até o mês de abril para fazê-lo.
Sabemos que ninguém tem bola de cristal para sair dando os chutes de GABGOL para a imprensa, pois eleição é coisa séria e a orientação científica, feita por institutos com credibilidade, são fundamentais para o eleitor não ser enganado. Esperamos que vença o candidato que tiver o melhor projeto e que os institutos de pesquisa política saibam que suas informações corretas contribuem efetivamente com a democracia. 




Próximo
Esse é o post mais recente
Postagem mais antiga

0 comentários:

Postar um comentário