segunda-feira, janeiro 20, 2020
0
A entrada do brigadeiro Átila Maia no jogo presidencial de 2022, preocupa os donos do poder no Brasil


Por: Walter Brito

A Nova Ordem Mundial exigiu grandes transformações no Planeta Terra, quando a tecnologia se tornou a grande vedete dos últimos tempos e em todos os setores. A tecnologia deu vida às redes sociais e ninguém vive mais sem Instagram, Facebook, WhatsApp, entre outras ferramentas que conectam pessoas de idiomas diferentes em qualquer parte do mundo. Por isso, a informação tornou-se independente das grandes redes de comunicação que manipulavam de forma muito forte as massas, especialmente os menos favorecidos e com baixo nível de escolaridade. Hoje, todos temos um celular, o que basta!
Desta forma, a disputa política ficou mais democrática, pois qualquer cidadão, o mais humilde que possa ser, é incentivado a sonhar com um cargo eletivo, no Legislativo ou no Executivo, antes acessível somente às classes dominantes. Portanto, a realidade é outra e independe, se a cidadã ou o cidadão, para se candidatar, com possibilidades reais de vencer, precise necessariamente de pertencer às grandes oligarquias, herdeiras do Brasil colonial!

Raros eram os que acreditavam desde o início da campanha de 2018 no DF, na expressiva vitória de Leila do Vôlei para o Senado

 Um exemplo clássico foi a eleição da senadora Leila do Vôlei (PSB) em Brasília. Leila é filha de um mecânico pobre e da periferia de Brasília. Ela construiu sua história de sucesso no esporte, ocasião em que se tornou campeã mundial de vôlei e agora faz parte da mesa do Senado, onde desenvolve um belo mandato. Outros exemplos são encontrados em boa parte dos 5570 municípios brasileiros, o que assusta sobremaneira os herdeiros das capitanias hereditárias que perdem espaços a cada dia, ao tempo em que a Nova Ordem Mundial avança, imprimindo conceitos inimagináveis em todos os setores da vida nacional.
Conhecedor profundo das referidas mudanças, o brigadeiro Átila Maia (PTB), que teve sua luta forjada nos quarteis, onde a disciplina é uma regra fundamental, o militar de alta patente, estudioso atento dos grandes filósofos, percebeu logo que as coisas são simples, e as pessoas é que muitas vezes complicam. Com discurso moderado, mas com sua aparência progressista, ele se candidatou em 2018 para uma cadeira ao Senado em Brasília, apenas com o seu currículo nas mãos, muita determinação, força de vontade e R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) no caixa. Para a surpresa da maioria, o militar até então desconhecido, obteve cerca de 136 mil votos, tornando-se o dono dos votos mais baratos do Brasil.
Eis que, no dia 12 de dezembro de 2019, pontualmente às 10 horas da manhã, ele deu início a uma reunião, com brasilienses de todos os cantos, realizada na sede da LBV em Brasília, quando lançou sua pré-candidatura à Presidência da República, cujo projeto chama-se Decola Brasil. Comandante de grandes aeronaves da Força Aérea Brasileira, o brigadeiro se propõe a levar em sua nova aeronave os 210 milhões de brasileiros, em um voo seguro e rumo a um Brasil melhor. Átila Maia almeja viajar o Brasil inteiro três vezes até o pleito de 2022.

ÁTILA MAIA FALARÁ PARA OS BAIANOS!

o brigadeiro Átila Maia, deverá ser recebido pelo governador Rui Costa (PT), o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia e presidente da Câmara de Vereadores de Salvador. Dia 25/1 ele lança o projeto Decola Brasil na capital baiana

Ele já se encontra em Salvador na Bahia, quando ouvirá o povo e pré-candidatos aos parlamentos municipais de diversos municípios baianos, bem como os pré-candidatos ao Executivo dos referidos municípios. O propósito é ouvir todos os segmentos da sociedade nos próximos três anos, para que em 2022 ele tenha um plano de governo consistente, elaborado por ele, com a ajuda do povo e técnicos de alto padrão, que o brigadeiro conheceu em sua vitoriosa carreira profissional.


Flávio Oliveira (pré-candidato a vereador em Salvador); Figueiredo, empresário da Arena Figas- Salvador -BA; Baraúna, presidente da Associação dos Militares e Inativos e Pensionistas das Forças Armadas e o brigadeiro Átila Maia, durante os preparativos do evento Decola Brasil, 25/1 em Salvador - BA

O evento em Salvador será realizado no dia 25 de janeiro de 2020, pontualmente às 16 horas e 14 minutos, no seguinte endereço: Hotel Praia da Sereia, avenida Dorival Caymmi, número 14 – Itapuã – Salvador-BA. Com sua determinação de militar, a pontualidade do início e o término de seus eventos, certamente farão o diferencial.
O presidenciável confidenciou à reportagem parte do discurso que ele fará para os soteropolitanos e baianos das adjacências de Salvador, onde ele já foi subcomandante da Base Aérea. Átila estará ao lado do presidente do PTB na Bahia e convidado especial, o ex-deputado federal Benito Gama. Gama já ocupou também a presidência nacional do partido de Getúlio Vargas, o PTB.
Veja trecho importante do discurso do presidenciável: “O nosso projeto propõe atacar, não os efeitos, mas as causas dos problemas geradores deste desequilíbrio econômico e social por que passa o País”. Seguirá Atila em seu pronunciamento: “que o futuro não dependa só de homens e mulheres de boa vontade. E mais, que a história não seja escrita apenas por líderes que aparecem em cena de tempos em tempos! Nessa disputa presidencial, não trataremos de substituir os velhos ocupantes das posições privilegiadas. Também não é o caso de predomínio desse ou daquele interesse e, sim, de trabalho árduo em favor do desenvolvimento e do progresso da Nação”.
Indagado pela reportagem sobre o desempenho dos últimos presidentes do Brasil, o brigadeiro afirmou: “O Fernando Henrique Cardoso soube capitalizar o projeto do Plano Real deixado pelo Itamar Franco, e o implementou com maestria. Entretanto, ele errou ao forçar a barra para ganhar um novo mandato. O Luiz Inácio Lula da Silva, embora tenha cometido erros, principalmente por ouvir pessoas maldosas do PT, foi o presidente que de fato mais apoiou as Forças Armadas. Além disso, o Lula apoiou como nenhum outro presidente o povo negro do Brasil e as classes menos favorecidas. Prova disso, basta irmos a uma universidade federal, que a cor da pele de nossos alunos mudou muito na era Lula, pois o negro está mais presente, inclusive nos cursos de Medicina e Engenharia. A eleição da Dilma Rousseff, no meu entendimento, foi um equívoco do presidente Lula. Quanto ao Jair Bolsonaro, ele está fazendo o máximo que pode fazer pelo povo brasileiro”. Concluiu.

PRÉ-CAMPANHA PEGA FOGO EM TODO O PAÍS!

Flávio Dino (PC do B), poderá ser o vice de Luciano Huck


Como se vê, a pré-campanha de 2022 já está nas ruas e a todo o vapor.  Luciano Huck (sem partido), apresentador da TV Globo, já fez proposta pública para que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), seja o seu vice-presidente. O apresentador da Globo tem como principal cabo eleitoral o tucano de alta plumagem, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O ex-presidente Lula da Silva, maior líder político da história do Brasil, ao que tudo indica, não será candidato em 2022, entretanto, ele propõe aos brasileiros uma ampla aliança nacional, quando tentará unir a esquerda, o centro e a direita moderada.
Lula conquista a direita moderada, por meio de conversa que já teve com Rodrigo Maia (DEM)

Lula tem consciência de que 2022 não será a hora certa para o PT se apresentar como cabeça de chapa, devido ao ódio que parte significativa do país tem hoje do Partido dos Trabalhadores. Para se ter uma ideia dessa dimensão, nos 246 municípios do Estado de Goiás, a única localidade em que Fernando Haddad venceu Jair Bolsonaro (PSL) nos dois turnos e de forma expressiva na eleição de 2018, foi na pequena cidade de Vila Boa, nas cercanias de Brasília, onde o odontólogo Waldir Gualberto de Brito, petista de carteirinha, foi prefeito por dois mandatos, de 2005 a 2012.
Doutor Waldir Gualberto (PT), foi o prefeito mais votado do Entorno de Brasília

Vale ressaltar que na eleição de 2008, doutor Waldir obteve a maior votação da Região Metropolitana de Brasília, com 69% dos votos válidos contra 31% de seu adversário. Hoje, o dentista lidera as pesquisas para voltar ao poder. Analistas mais atentos da política nacional são categóricos em afirmar que o grupo do Lula, que agora une três espectros da política, visto que o ex-metalúrgico, ao sair do cárcere, percebeu que, para derrotar a direita radical de Bolsonaro e Moro, faz-se necessária uma nova magia, que somente Lula da Silva será capaz de construir.
Nesta linha, segundo analistas bem informados, entre os quais, os mais renomados cientistas da política brasileira; dificilmente candidaturas como as seguintes emplacam: João Doria (PSDB), Wilson Witzel (PSC), Ciro Gomes (PDT), Rodrigo Maia (DEM), Henrique Meirelles (PMDB). Entretanto, acreditamos que o projeto audacioso e solitário, a priori, do destemido brigadeiro Átila Maia, poderá decolar e embolar o jogo da disputa presidencial.

PESQUISAS QUALITATIVAS MOSTRAM MILITARES NA BOCA DO POVO

As pesquisas qualitativas em todo o país indicam que os militares voltaram com tudo ao meio político e administrativo da nação e contam com a confiança de parte significativa da população brasileira. Na eleição de 2018, os militares iniciaram a busca do poder pelo processo democrático e elegeram: deputados estaduais, federais, senadores, o presidente da República e o vice. Tudo indica que a referida busca pelo poder se consolidará na eleição municipal de 2020.

Moro poderá ser vice de Bolsonaro em 2022

Neste sentido, a tendência é que a disputa real nas eleições municipais de outubro de 2020 se dê entre bolsonaristas e o novo grupo de Lula. Obviamente, no ano de 2021, o grupo que está no poder, tende a se desgastar e os eleitores de Bolsonaro podem migrar para um militar de alta patente, especialmente o que já esteja percorrendo o Brasil inteiro, que é caso do brigadeiro Átila Maia.
 Considerado um dos militares mais preparados das Forças Armadas, Átila Maia está ouvindo todos os segmentos da sociedade, e seu objetivo é apresentar um plano de governo em 2022, consistente e com a cara que o povo brasileiro exige, no momento em que a Rede Globo não será mais a vedete das eleições, e sim, quem tiver a capacidade de unir o povo por meio das redes sociais. Que o Brasil tenha boas opções para o povo escolher livremente e o próximo presidente da República, e da forma mais democrática de nossa história!

Próximo
Esse é o post mais recente
Postagem mais antiga

0 comentários:

Postar um comentário