segunda-feira, abril 06, 2020
0
A Delegada Martha Rocha tem tudo para ser uma das estrelas no país, na disputa da prefeitura do Rio de Janeiro


Por: Walter Brito

O empoderamento da mulher na política poderá surpreender o Rio de Janeiro no pleito de outubro que escolherá o novo prefeito ou prefeita.
De acordo com o Instituto Phoenix, que atuou de forma assertiva na eleição de Brasília em 2018, quando identificou com um ano de antecedência que a campeã mundial de vôlei, Leila do Vôlei (PSB), que tinha sido derrotada para deputada distrital em 2014, seria a estrela das eleições na capital brasileira, agora acredita no projeto de Martha Rocha no Rio.  

Leila poderá ser candidata ao Palácio do Buriti em 2020
              
Foi por meio da matéria: "Leila do Vôlei será o Reguffe de Saias das eleições de Brasília", que Leila foi lançada, sem nenhum aval de seu partido à época, o PRB. A atleta nascida em Taguatinga no DF, migrou para o PSB e, com a orientação e insistência de um cientista político de Brasília, acabou sendo escolhida para a disputa e foi a mais votada para o Senado, sendo a primeira mulher a se eleger senadora no DF. O mesmo instituto publicou, com seis meses de antecedência do pleito, que Brasília elegeria cinco mulheres das oito vagas em disputa para a Câmara Federal. O inusitado aconteceu. Veja abaixo, a foto das cinco deputadas federais eleitas no DF em 2018.   

Entrevistado pela reportagem, o diretor do Instituto Phoenix, Juvenil Coelho, disse o seguinte: "Pesquisas qualitativas indicam que a mulher almeja mudança no Executivo Municipal do Rio, há muito tempo, mas ainda não tinha aparecido uma mulher corajosa e com a experiência da Martha Rocha. Acredito que o seu trabalho como delegada valente, como sua passagem iluminada pela chefia da Polícia Civil, além de dois mandatos sem máculas no parlamento estadual, impulsionam mulheres de todos os cantos do Rio a fazerem a rebelião das saias ocorrida de forma silenciosa no Distrito Federal, o que pegou a grande imprensa de surpresa, bem como a maioria dos pensadores da política, que preferem manter o guru da Leila do Vôlei no anonimato", disse.


O Instituto Paraná Pesquisas publicou pesquisa qualitativa para prefeito do Rio, com o seguinte resultado: Eduardo Paes (DEM) 27,9%; Marcelo Freixo (PSOL) 13,4%; Marcelo Crivella (REPUBLICANOS) 12,3%; Delegada Martha Rocha (PDT) 10,1%;  Benedita da Silva (PT) 4,3%; Eduardo Bandeira de Mello (REDE) 3,6%; Clarissa Garotinho (PROS) 2,2%; Rodrigo Amorim (PSL) 1,3%; Glória Heloísa (PSC) 1,1%; Fred Luz (NOVO) 0,9%; Mariana Ribas (PSDB) 0,8%; Marcelo Calero (CIDADANIA) 0,5% ; Não sabe 5,1%; Não responderam 15,8%.
Foram ouvidos 910 eleitores entre os dias 14 e 19 de março. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais e o índice de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral, sob o número RJ - 02928/2020.
Como se sabe, a pesquisa qualitativa, neste momento, mede com maior precisão o nível de conhecimento dos candidatos. Daqui para o pleito eleitoral, certamente muitas águas vão rolar por debaixo da ponte do Rio Paraíba do Sul e é imprevisível imaginar quem serão os personagens que estarão no segundo turno, principalmente com a pandemia do coronavírus que assusta o mundo e poderá virar a cabeça de eleitores cariocas para outros sentidos e ocorrer o inusitado. Ainda assim, acreditamos que o partido criado por Leonel Brizola, desta vez, escolheu bem sua hoje pré-candidata Martha Rocha, e a consciente rebelião das saias poderá tornar-se realidade também na Cidade Maravilhosa. Que Deus proteja o nosso amado Rio de Janeiro!

0 comentários:

Postar um comentário