terça-feira, novembro 24, 2020
0

          

Roberto Freire acredita na competência da dupla: Loreny e o tenente Paulo Ribeiro

Por: Walter Brito       

          O presidente nacional do Cidadania, ex-senador e ex-ministro da cultura, homem público dono de uma das melhores biografias do país, entrevistado pela reportagem do São Paulo nas Entrelinhas, acredita na vitória da filiada ao Cidadania - 23 Loreny Mayara Caetano. No seu entendimento, a mulher corajosa que enfrentou os poderosos da cidade e construiu o seu plano de governo ouvindo o povo, certamente vencerá a eleição do próximo domingo e transformará Taubaté  numa cidade inteligente e sustentável.         

          A candidatura de Loreny cresce a olhos vistos na reta final da campanha e todos os dias tem novidade. Nesta segunda-feira, dia 23/11 quem também visitou a cidade, para apoiar Loreny, foi o senador Major Olímpio do PSL e amigo de longa data do candidato a vice-prefeito, o tenente-coronel Paulo Ribeiro, do Solidariedade. O coronel Paulo disse à reportagem que o apoio do Major Olímpio é de fundamental importância na reta final da campanha, porque se trata de um homem íntegro, competente e de posições firmes, do qual ele tem orgulho de ser amigo de longa data. Veja na sequência a entrevista com Roberto Freire, presidente nacional do Cidadania. 

Jornalista Walter Brito: O Grupo Cristal de Comunicação (Instituto de Pesquisas, mídia impressa e digital) dirigido há 35 anos por mim em Brasília e com filial no Rio e São Paulo, identificou que Loreny Mayara Caetano é um dos melhores quadros da nova geração de políticos brasileiros, e dos mais preparados, que estão disputando o segundo turno, cujo pleito se dará no próximo dia 29 de novembro, embora pertencente a um município com menos de 400 mil habitantes. Entre os critérios de nossa avaliação, nela percebemos: a ética, a moral, a formação escolar e competência administrativa, a ficha limpa, relação com os eleitores e a excelência do plano de governo. Como é que o senhor avalia esta questão e a possibilidade de ela se eleger prefeita na terra de Monteiro Lobato?

Roberto Freire: A Loreny é a candidata mais preparada. Foi a mulher mais jovem eleita vereadora no município. Não tem medo de enfrentar os poderosos da cidade. Inclusive foi autora de uma lei que obriga a Prefeitura de Taubaté a divulgar a lista de pacientes que aguardam por consultas com médicos especialistas, exames e cirurgias na rede pública de saúde. Teve de ir até o Supremo Tribunal Federal para garantir a constitucionalidade da sua lei, questionada pelo prefeito que não queria cumpri-la. Uma mulher vitoriosa. Está no segundo turno, o que significa que conseguiu romper com o ciclo de oito anos de má gestão na cidade. Ao contrário dos governos anteriores, Loreny vai trabalhar para todas as famílias, com muito diálogo, para transformar Taubaté em uma cidade inteligente e sustentável. Eleger o adversário é deixar Taubaté sendo governada por poderosos que só pensam nos próprios nomes e deixam o povo de lado. Taubaté está cansada disso. Ela construiu um Plano de Governo ouvindo a sociedade. Ao contrário do adversário, que desconhece o próprio plano, passou vergonha no debate com a Loreny, quando ela o questionou sobre um determinado ponto e ele desconversou e mostrou total despreparo. Se eleito, não estará conduzindo a prefeitura segundo os interesses da população, porque ele sequer sabe quais são. Seria uma aventura que ele fosse eleito. A Loreny conhece as pessoas, a cidade, seus problemas. E vai planejar a cidade para o futuro, sempre olhando para os que mais precisam. 

WB: Caso ela se eleja, o Cidadania dará o devido apoio republicano para que Taubaté consiga recursos junto aos governos estadual e federal, independentemente da questão ideológica entre o seu partido, o governo de São Paulo e o Palácio do Planalto?

RF: Ela terá o apoio da cidade e a relação será respeitosa com os demais governos. O Bruno Covas é a melhor opção para São Paulo e o povo mostra isso, ao colocá-lo em primeiro lugar nas pesquisas. Está com 48%, segundo o Datafolha. É um homem sério, dedicado à cidade e a toda a diversidade que faz de São Paulo um lugar único, com pessoas de todos os lugares do Brasil. Mesmo com os problemas de saúde que enfrentou, jamais deixou a população de São Paulo de lado. O alinhamento político com a cidade e o Estado é importante, mas isso não se constrói sem boas propostas. A Loreny também tem esse perfil, é corajosa, tem energia e vontade de fazer diferente. Já assumiu o compromisso de melhorar o que está funcionando bem, de se inspirar em experiências exitosas de outras cidades. Não é preciso inventar a roda. Como ela propõe, é trabalhar para crescer de maneira organizada, com políticas públicas que funcionem, ouvindo e dialogando com a sociedade. É assim que se faz uma boa gestão porque a população tem de estar acima de questões partidárias. Tenho confiança de que ela conseguirá melhorar a vida das pessoas em Taubaté porque ela tem essas qualidades.

WB: Como o senhor avalia a ascensão da mulher e do negro nas políticas local e nacional, visto que o vice da Loreny é afrodescendente, luta por sua etnia e foi também um dos quadros mais bem avaliados na Polícia Militar de São Paulo, o tenente-coronel Paulo Ribeiro?

RF: Somos um partido aberto ao diálogo, aos movimentos de renovação. Entendemos que a nova formação política não contempla apenas as agremiações políticas. Adotar uma postura restritiva é ficar preso a projetos ultrapassados. É por isso que o Cidadania se abre a novas colaborações, a forças que querem a mudança do País, que não aceitam retrocesso, o retorno ao autoritarismo, à ditadura, incompatíveis com o progressismo, com o respeito ao cidadão. O Cidadania, desde a sua origem histórica no PCB, luta pela igualdade. Precisamos continuar acreditando na democracia como instrumento de mudança, como meio para resolver as desigualdades. Apesar de não ser ainda suficientemente expressivo, tivemos um aumento do protagonismo feminino nas eleições municipais. As mulheres representaram 33% das candidaturas. Outro dado importante divulgado pelo TSE diz respeito à inserção de pessoas negras na política. Mais de 40% dos candidatos negros foram eleitos. Em 283 municípios, 100% da Câmara municipal foi preenchida por candidatos declarados pretos ou pardos. Ainda temos muito a avançar e temos consciência disso. É por isso que continuaremos a ser um partido aberto àqueles que querem fazer a diferença. A chapa da Loreny espelha isso. Uma mulher e um negro, mas acima de tudo, pessoas sérias, competentes e com projeto, que se apresentam para governar para todos. E só se faz isso com inclusão. É um exemplo que eles dão a todos nós.

LORENY CAIU NAS GRAÇAS DO POVO E AUTORIDADES DO BRASIL


Como se vê, Loreny e o tenente-coronel Paulo Ribeiro caíram na graça do povo e também na dos homens que pensam o Brasil de forma macro e arrojada como Roberto Freire e o Major Olímpio. Embora ideologicamente diferentes, os dois líderes usam de forma sábia, e antenados com a nova ordem mundial, a unidade na diversidade. Mesmo com pensamentos diferentes, os dois líderes trabalham para levar o poder para as mãos de quem tem competência para administrar e representam o novo que certamente fará uma Taubaté mais desenvolvida por por meio da dupla mais bem avaliada na disputa do segundo turno, Loreny e o Coronel Paulo, embora postulantes de uma administração cuja população tem menos de 400 mil habitantes. Contudo, pela competência dos dois candidatos, a história de Taubaté que se confunde com a história do Brasil por causa de Monteiro Lobato, ao que tudo indica, poderá se tornar, com a possível vitória de Loreny, um importante laboratório e exemplo para um Brasil grande e altaneiro. E quando Lobato assevera que uma nação se faz com homens e livros, o Brasil e Taubaté se farão com homens, livros e mulheres vanguardistas e guerreiras. Boa sorte aos candidatos!

Roberto Freire recebeu Jorge Coutinho em Brasília.  O presidente do Sated  (86 anos) queria ser prefeito pelo Cidadania, mas a legenda já  tinha compromisso no Rio. Coutinho foi o vice de Clarissa Garotinho na disputa pela prefeitura do Rio 2020

0 comentários:

Postar um comentário