segunda-feira, junho 14, 2021
0

         


 

Por  Walter  Brito                      

          Acusado por empresários de São Paulo de ser o culpado do fracasso da economia quando deixou o mais rico estado brasileiro em lockdown por um longo período e de forma desnecessária, o governador Dória poderá sofrer um baque em sua administração.    

          Ele alegou no caso em pauta: medidas de segurança sob orientação da Organização Mundial da Saúde - OMS devido à crise sanitária pela qual passamos. Por isso, João Dória tem como seus principais inimigos os motoristas de táxi, trabalhadores com até dois salários mínimos e pequenos e médios comerciantes, cujo percentual significativo fechou suas portas e muitos estão impossibilitados do retorno em suas atividades.        

          Uma importante proprietária de uma rede de restaurantes gravou um vídeo protestando contra a atitude do senhor governador, que em curto espaço de tempo obteve um milhão e quinhentas mil vizualizações e sete mil e quinhentos comentários.          


Eis que no dia 9/6  -  seis  deputados estaduais  do PSL de São Paulo:  Valéria Bolsonaro, Gil Diniz, Major Mecca, Danilo Mascarenhas, Castello Branco e Frederico D'Avila e a deputada Federal  Carla Zambelli  do mesmo partido - representaram no Ministério Público Federal em desfavor do governador de São Paulo João Agripino da Costa Dória (PSDB-SP).       

          Vale lembrar que o foro privilegiado de governador de Estado só permite que ação desta natureza se movimente na justiça via STJ.                                              

          O objetivo da referida ação é investigar possíveis crimes relacionados a favorecimentos ilegais devido à suposta organização criminosa com a finalidade de obter vantagens por meio de negócios escusos que envolvem o governador de São Paulo.                               

          O documento assinado pelos sete parlamentares esclarece, que em tese, foram realizadas atividades com finalidade empresarial, utilizando estrutura do Estado ou projetos de Estado, onde são feitas facilitações na contratação de empresas que têm relacionamentos como o Grupo Lide, tanto o Lide Brasil como o Lide China. Nesta seara, se envolvem inclusive transações de aquisição de peças vinculadas às atividades da artista plástica Bia Dória, esposa do senhor governador.             

          A representação dos parlamentares alega ainda o envolvimento do escritório de advocacia que, supostamente, repassa recursos financeiros de altíssimos valores recebidos do PSDB e do próprio governador João Dória que ocupa cargo dentro da estrutura do Grupo Lide. Alega o documento que existe uma sistemática de pessoas, empresas e supostamente agentes do governo e todos com o único objetivo de angariar vantagens na realização de atividades empresarial e comercial.                                     Logo, a representação propõe investigar todos esses fatos que foram divulgados pela revista Crusoé no dia 23 de abril.        

          Segundo a informação do veículo, os fatos envolvem ex-funcionário do grupo de advogados que gerencia o Grupo Lide China. O colaborador relata que realizou diversos saques em agências bancárias e que conduzia os referidos recursos em malas, que eram transportadas por automóveis executivos de cor preta. Junto eram conduzidas também caixas de whisky. Tudo era levado para o escritório e em seguida repassado para o Grupo Lide.                                            

          Por fim, fala-se também que foram realizadas festas caríssimas que comemoravam o sucesso dos negócios e vitórias eleitorais. São esses os principais enfoques da representação contra o senhor Dória, feita pelos sete parlamentares do PSL.     

          Como se vê, a denúncia é grave e a sociedade paulista e paulistana obviamente ficarão atentas   quanto à apuração dos fatos e quem estiver envolvido precisa ser punido de forma exemplar, pois cerca de 500 mil pessoas perderam a vida para a Covid 19 e a corrupção rola solta no Brasil desde os tempos mais remotos. São Paulo, que é o carro-chefe da nação, precisa dar exemplo para o resto do Brasil, que embora seja dono de recursos naturais inexistentes em outras partes do mundo, e nosso povo é trabalhador e ordeiro, ainda assim grande parte da população passa fome. Acreditamos que denúncias desta natureza precisam ser apuradas com o apoio efetivo da mídia para que paulistas, paulistanos e brasileiros de todos os cantos saibam avaliar melhor os seus candidatos em 2022.

0 comentários:

Postar um comentário