quarta-feira, julho 14, 2021
1

         

 Deputado Castello Branco homenageia a colônia francesa de São Paulo

Hoje é um dia importante para o planeta Terra, pois a Queda da Bastilha faz parte de todos os continentes: América, Europa, Ásia, África, Oceania e Antártida. Em qualquer lugar é mesmo assim: sempre existe um pedacinho da cultura e do sangue francês derramado.  Em São Paulo - carro-chefe da América Latina -  conta a história, que o bairro Sacomã foi fundado por três irmãos franceses. Trata-se hoje de um distrito situado na região sudeste da capital da garoa, com 240 mil habitantes e renda per capta de 5 mil reais. Lá, no passado, foi um grande produtor de trigo. Eis que em 1888 chegam a São Paulo três irmãos da cidade de Marselha, na França: Antoine, Henry e Ernest Sacoman. Eles vieram para o nosso país na busca de oportunidades. Trouxeram da Europa a técnica de trabalhos com a argila e foram à luta. Em pouco tempo estavam com uma grande indústria de telhas e expandiram para a região de Moinhos - atual Sacomã, onde encontraram a matéria prima em abundância e, por isso, surgiu uma grande indústria, o bairro se desenvolveu e os franceses deixaram suas contribuições em Sacomã, diversos lugares da cidade e do Estado de São Paulo, do Brasil e do mundo.                                       

Todo país tem seu dia importante e símbolo de lutas, conquistas e vitórias de seu povo. Na França, o dia de hoje, 14 de julho, é feriado nacional, pois em 14 de julho de 1789 ocorreu a Tomada da Bastilha, apesar de que aquela localidade, na época, era uma fortaleza medieval - utilizada como prisão, e abrigasse naquele momento da história francesa apenas sete prisioneiros. Ainda assim, ocorreu o levante e a Queda da Bastilha, tida como um dos símbolos daquela revolução, tornou-se ícone da República Francesa. Nos consulados franceses do Brasil e na embaixada da França, acreditada em Brasília, ocorrem grandes comemorações. Certamente, nesta pandemia da Covid 19, em que já morreram 536 mil brasileiros, as comemorações se dão de forma discreta. Mas mesmo com toda discrição, obviamente, os descendentes de franceses do Sacomã e em outras colônias francesas de São Paulo, do Brasil e outras partes do planeta Terra, estão de alguma forma gritando alto: Viva a Queda da Bastilha. É nossa homenagem singela aos descendentes de franceses na cidade e em todo o Estado de São Paulo. Longue vie à la France!  Deputado Castello Branco (PSL-SP). Somos todos um só!

1 comentários:

  1. Obrigada por sempre valorizar as pessoas e o contexto histórico cultural de cada espaço do Estado de SP 🇧🇷.
    Como já diz Nildo Landre "A cultura de um povo é o seu maior patrimônio
    Preserva- la é resgatar a história, perpetuar valores,
    é permitir que as novas gerações não vivam sob as trevas do anonimato".

    ResponderExcluir